terça-feira, 3 de novembro de 2009

E se eu entregasse meu coração?


Por anos escondi tudo que sou
A pessoa que em mim no passado morou
Tristezas, travas e medos
Quero esquecer, não ter sombrios segredos

Dispo-me de todos os pudores
Esqueço de todas as dores
Passeio tranquila na escuridão
Se seguro com força a sua mão

E todas as nuvens que povoam a mente
Derretem, desaparece, somem
As palavras saem com dificuldade
Mas as lágrimas...saudade...

E se eu entregasse meu coração?
Com todos os seus defeitos e desejos
Saberás o que fazer em seu ensejo?
Porque não sei mais viver sem você
Não sei ser sem me caber
Ao lado de ti, que parece me pertencer.

Um comentário:

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)

terça-feira, 3 de novembro de 2009

E se eu entregasse meu coração?


Por anos escondi tudo que sou
A pessoa que em mim no passado morou
Tristezas, travas e medos
Quero esquecer, não ter sombrios segredos

Dispo-me de todos os pudores
Esqueço de todas as dores
Passeio tranquila na escuridão
Se seguro com força a sua mão

E todas as nuvens que povoam a mente
Derretem, desaparece, somem
As palavras saem com dificuldade
Mas as lágrimas...saudade...

E se eu entregasse meu coração?
Com todos os seus defeitos e desejos
Saberás o que fazer em seu ensejo?
Porque não sei mais viver sem você
Não sei ser sem me caber
Ao lado de ti, que parece me pertencer.

Um comentário:

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)