segunda-feira, 15 de março de 2010

Recomeçar


Disseste “Adeus”
Sem olhar nos olhos meus
Sem dor na voz, em paz
Sem a loucura do amor que jaz
E...silêncio


Viraste as costas
E sem mais respostas
Pegaste a bagagem de nossos sonhos
De nossos dias mais risonhos
E...partiste.


Quando a porta bateu
Por um segundo esqueci de meu eu
Como fera em guerra te reneguei
Todo o passado maldisse, gritei
E...chorei.


Na solidão do quarto vazio
Na brancura dos lençóis tão frios
Vejo cada pedaço de ti
Insistindo em persistir
Tua presença ate exaurir
O que restou de mim
E...lamentei.


Que amor foi este, diga por caridade
Que parecia ser doce verdade
Mas consumiu minha alma
De tristeza tirou minha calma
E...teve fim.


Suspiro. Respiro.
Exalando, expulsando a dor presente
Preciso esquecer a partida latente
Lembrar que sou forte, posso lutar
E...continuar.


Cada segundo será meu recomeço
Levantar depois de cada tropeço
É o trilhar dessa Vida, eu sei
Um dia, a sorrir sei que voltarei
E serás um fantasma em minha memória
Reconstruirei aos poucos minha história
E...vencerei.



19 comentários:

  1. Amigos, estive sem internet durante dias.
    Não tive o prazer de ler suas linhas durante esse tempo, mas o farei assim que tudo se resolver!
    Beijo a todos!

    =)

    ResponderExcluir
  2. É mesmo triste quando alguém "some" de nossas vidas ou então parece desaparecer aos poucos, assim por querer, por ter outras coisas a fazer. A gente fica lá, com cara de boba, olhando pra porta, esperando que volte.

    Ai, Ana... ainda bem que passa!

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir
  3. Poema maravilhoso! Sem desmerecer, muito pelo contrário, espero que veja como elogio, quando comecei a ler parecia Drummond, Pessoa...fiquei maravilhada com sua sensibilidade às palavras bem colocadas e interpretando muito bem a exatidão do que queria passar.
    Grande beijo. você é um talento!

    ResponderExcluir
  4. Que lindas palavras de determinação! Adorei.

    ResponderExcluir
  5. Desta vez me levastes às lágrimas... ai...
    Bjo, amiga...

    ResponderExcluir
  6. Oi, linda! Leio todos os seus poemas, viu?
    Só n deixo comentário porque, sinceramente, n sei como se comenta poesia. Só digo que A-DO-RO!
    bjocas e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Nada melhor que um dia após o outro, todo dia é dia de recomeçar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Recomeçar é também uma forma de amor... amor-próprio. Muitas vezes subestimado e esquecido. Bonito texto.

    Beijinhos :)

    ResponderExcluir
  9. Imagino o canto maternal das baleias
    Como doce e sentida balada
    Imagino um beijo na procura
    De uma fugidia criatura amada

    Um domador de ventos e tempestades
    Uma viagem de aventuras repleta
    Serei eu um herói de comédia de enganos?
    Ou apenas um pobre e louco poeta


    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  10. Minha querida
    Palavras de fim e recomeço, no teu belo poema.
    Adorei.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. A gente acaba esquecendo, mas que doi isso doi.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pela sua presença sempre tão constante e carinhosa. Bjs!
    ps: Ouvir pensamentos vale viu?!

    ResponderExcluir
  13. Ana, para mim o seu poema faz um trajetória, a partida, a dor, a reflexão, e a certeza que vai superar.

    beijo

    ResponderExcluir
  14. Amiga,
    Adeus palavra triste...
    Adeus palavra necessária...
    E há aqueles que não sabe encerrar ciclos.
    E aqueles que encerra muto bem.

    Que legal!
    Grata pela visita amiga
    Deus te abençoe!
    Beijinhos no coração

    ResponderExcluir
  15. Recomeçar já é uma grande vitória, mesmo sem esquecer o que ficou atrás da porta.

    ResponderExcluir
  16. O adeus é sempre uma dor intensa,,,o recomeçar é preciso,,,novos ares e caminhos...beijos de boa tarde pra ti.

    ResponderExcluir
  17. Poema tão belo, quanto a vida, o amor e a paixão.
    Sempe é bom passar por aqui.
    Espero que tu estejas bem.

    ResponderExcluir
  18. MAIS LOGO, um novo capítulo da história de Alice.
    lá no,
    ... continuando assim...

    Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso.... talvez ... e talvez :)
    talvez nem gostem da história...

    Enfim...qualquer coisa, digam.
    até logo

    obrigada por seguirem, e bem vindo!!! a quem chega de novo !

    Bj
    teresa

    ResponderExcluir
  19. Olá amiga, poema belo e triste. Fica sempre a saudade. Beijos

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)

segunda-feira, 15 de março de 2010

Recomeçar


Disseste “Adeus”
Sem olhar nos olhos meus
Sem dor na voz, em paz
Sem a loucura do amor que jaz
E...silêncio


Viraste as costas
E sem mais respostas
Pegaste a bagagem de nossos sonhos
De nossos dias mais risonhos
E...partiste.


Quando a porta bateu
Por um segundo esqueci de meu eu
Como fera em guerra te reneguei
Todo o passado maldisse, gritei
E...chorei.


Na solidão do quarto vazio
Na brancura dos lençóis tão frios
Vejo cada pedaço de ti
Insistindo em persistir
Tua presença ate exaurir
O que restou de mim
E...lamentei.


Que amor foi este, diga por caridade
Que parecia ser doce verdade
Mas consumiu minha alma
De tristeza tirou minha calma
E...teve fim.


Suspiro. Respiro.
Exalando, expulsando a dor presente
Preciso esquecer a partida latente
Lembrar que sou forte, posso lutar
E...continuar.


Cada segundo será meu recomeço
Levantar depois de cada tropeço
É o trilhar dessa Vida, eu sei
Um dia, a sorrir sei que voltarei
E serás um fantasma em minha memória
Reconstruirei aos poucos minha história
E...vencerei.



19 comentários:

  1. Amigos, estive sem internet durante dias.
    Não tive o prazer de ler suas linhas durante esse tempo, mas o farei assim que tudo se resolver!
    Beijo a todos!

    =)

    ResponderExcluir
  2. É mesmo triste quando alguém "some" de nossas vidas ou então parece desaparecer aos poucos, assim por querer, por ter outras coisas a fazer. A gente fica lá, com cara de boba, olhando pra porta, esperando que volte.

    Ai, Ana... ainda bem que passa!

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir
  3. Poema maravilhoso! Sem desmerecer, muito pelo contrário, espero que veja como elogio, quando comecei a ler parecia Drummond, Pessoa...fiquei maravilhada com sua sensibilidade às palavras bem colocadas e interpretando muito bem a exatidão do que queria passar.
    Grande beijo. você é um talento!

    ResponderExcluir
  4. Que lindas palavras de determinação! Adorei.

    ResponderExcluir
  5. Desta vez me levastes às lágrimas... ai...
    Bjo, amiga...

    ResponderExcluir
  6. Oi, linda! Leio todos os seus poemas, viu?
    Só n deixo comentário porque, sinceramente, n sei como se comenta poesia. Só digo que A-DO-RO!
    bjocas e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Nada melhor que um dia após o outro, todo dia é dia de recomeçar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Recomeçar é também uma forma de amor... amor-próprio. Muitas vezes subestimado e esquecido. Bonito texto.

    Beijinhos :)

    ResponderExcluir
  9. Imagino o canto maternal das baleias
    Como doce e sentida balada
    Imagino um beijo na procura
    De uma fugidia criatura amada

    Um domador de ventos e tempestades
    Uma viagem de aventuras repleta
    Serei eu um herói de comédia de enganos?
    Ou apenas um pobre e louco poeta


    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  10. Minha querida
    Palavras de fim e recomeço, no teu belo poema.
    Adorei.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. A gente acaba esquecendo, mas que doi isso doi.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pela sua presença sempre tão constante e carinhosa. Bjs!
    ps: Ouvir pensamentos vale viu?!

    ResponderExcluir
  13. Ana, para mim o seu poema faz um trajetória, a partida, a dor, a reflexão, e a certeza que vai superar.

    beijo

    ResponderExcluir
  14. Amiga,
    Adeus palavra triste...
    Adeus palavra necessária...
    E há aqueles que não sabe encerrar ciclos.
    E aqueles que encerra muto bem.

    Que legal!
    Grata pela visita amiga
    Deus te abençoe!
    Beijinhos no coração

    ResponderExcluir
  15. Recomeçar já é uma grande vitória, mesmo sem esquecer o que ficou atrás da porta.

    ResponderExcluir
  16. O adeus é sempre uma dor intensa,,,o recomeçar é preciso,,,novos ares e caminhos...beijos de boa tarde pra ti.

    ResponderExcluir
  17. Poema tão belo, quanto a vida, o amor e a paixão.
    Sempe é bom passar por aqui.
    Espero que tu estejas bem.

    ResponderExcluir
  18. MAIS LOGO, um novo capítulo da história de Alice.
    lá no,
    ... continuando assim...

    Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso.... talvez ... e talvez :)
    talvez nem gostem da história...

    Enfim...qualquer coisa, digam.
    até logo

    obrigada por seguirem, e bem vindo!!! a quem chega de novo !

    Bj
    teresa

    ResponderExcluir
  19. Olá amiga, poema belo e triste. Fica sempre a saudade. Beijos

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)