quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Ao te encontrar


Sob o manto do luar
De amor a divagar
Andava turva sobre as águas
Descarregando minhas mágoas
Em lágrimas a correr.

Cada gota que aflora
É cada minuto, cada hora
Que passei só, sem ter
Teus abraços a acolher
Meus sentidos , minha razão.

Que caminho inusitado
Percorri a te encontrar:
Quando os olhos te acharam
A luzir, glorificaram
O coração a descompassar.

A paz que o amor entrega
Clareia a vida que, cega
Não via em cada estrela o milagre
Em cada lembrança a saudade
Do sonhar sem conhecer.

E graças digo aos céus
Que levantando seus véus
Mostrou-me tal sentimento:
Hoje sou felicidade
Acredite, é verdade
Acabou a solidão.

5 comentários:

  1. Muito belo poema.
    Adorei
    Um beijo
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Ô Deus! kkk Acabou a solidão, foi? Ah, então tá tudo certo, né não? kkkkkkk

    Eita moça porreta, encontrar alguém que nos complete, é maravilhoso e ai dona moça o coração fala alto nesse poema de reconhecimento a felicidade trazida do encontro!

    PORRETA!
    bjs
    O Sibarita

    ResponderExcluir
  3. Que bom ler seus posts... bjinhos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Que bom poder celebrar o fim da solidão!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Lindo esse amor que nos torna melhores.Lindo blog! beijos,chica

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Ao te encontrar


Sob o manto do luar
De amor a divagar
Andava turva sobre as águas
Descarregando minhas mágoas
Em lágrimas a correr.

Cada gota que aflora
É cada minuto, cada hora
Que passei só, sem ter
Teus abraços a acolher
Meus sentidos , minha razão.

Que caminho inusitado
Percorri a te encontrar:
Quando os olhos te acharam
A luzir, glorificaram
O coração a descompassar.

A paz que o amor entrega
Clareia a vida que, cega
Não via em cada estrela o milagre
Em cada lembrança a saudade
Do sonhar sem conhecer.

E graças digo aos céus
Que levantando seus véus
Mostrou-me tal sentimento:
Hoje sou felicidade
Acredite, é verdade
Acabou a solidão.

5 comentários:

  1. Muito belo poema.
    Adorei
    Um beijo
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Ô Deus! kkk Acabou a solidão, foi? Ah, então tá tudo certo, né não? kkkkkkk

    Eita moça porreta, encontrar alguém que nos complete, é maravilhoso e ai dona moça o coração fala alto nesse poema de reconhecimento a felicidade trazida do encontro!

    PORRETA!
    bjs
    O Sibarita

    ResponderExcluir
  3. Que bom ler seus posts... bjinhos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Que bom poder celebrar o fim da solidão!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Lindo esse amor que nos torna melhores.Lindo blog! beijos,chica

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)