sexta-feira, 2 de abril de 2010

A um Passo

Preciso de ti.
A loucura me sorri
A terra cede a meus pés
Sem chão, sem dó, sem viés.
A solidão me chama pelo nome
A lucidez me escapa...e some.

Preciso de ti.
Diante deste abismo profano
Que é da morte, prenúncio
Deparo-me com a vastidão do Insano
Com a sordidez do mundo a fazer anúncio
De sua grandeza
Na sua frieza.

A um passo de me atirar, findando o sofrer...
...o medo.
O breve relance do que ainda poderia ser.
Poderia fazer.
Mudar.
Esquecer.

Preciso de ti.
Afasto-me.
Procuro a certeza do que estava iminente
A acordar o lampejo da Vida latente
Tentando cicatrizar a dolorida chaga, e..
...nada.

Volto ao abismo
A terra ainda cede a meus pés
Só mais um passo, mais um segundo
Para voar nos braços do Infinito
Deixar o corpo fluir com um grito.

Diante do inevitável
Perante a indecisão mutável
Percebo o valor inestimável
Do teu eu, sombra sem fim:
Preciso de ti
Para me livrar de mim.

Empurra-me!



Minha contribuição para a Fábrica de letras


.................................

Aproveito a deixa para agradecer seus comentários sempre tããããão generosos.
Tenho dificuldade extrema em aceitar elogios.
Vejo e converso com pessoas que, como eu, escrevem. Daí revisam, transformam o texto original em obras primas. Verdadeiros artistas.
Não sei ser assim. Escrevo de relance, numa tacada só. Preciso aprender a lapidar o que escrevo.
Até para poder me sentir merecedora de seus comentários haha
Obrigada e beijos a voces!

26 comentários:

  1. Olá Ana Cristina,
    A Ana diz que tem alguma dificuldade em aceitar elogios,Eu acho que os elogios, se forem verdadeiros, são muito melhor que as críticas destrutivas. Quem é que pode passar por aqui sem elogiar, se você escreve bem.

    uma Pascoa feliz,
    e tudo de bom.
    um beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  2. Não lapide, porque você já escreve verdadeiras preciosidades. Acredite!

    E é preciso se jogar ao abismo. Às vezes o abismo nos abraça, nos envolve. De qualquer modo, o voo já é válido.

    Lindo!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Olá querida! Tudo bem por aí? Saudades!

    Quando eu escrevia também era assim de supetão, nunca soube lapidar. Hoje em escrever sei mais.

    beijo grande e feliz páscoa

    ResponderExcluir
  4. E há como lapidar, Preciso de ti, para livrar-me de mim, empurra-me...lindo, se mudar com certeza perde a poesia e o apelo q insistem em andar juntos neste poema lindo, romantico, beirando ao erótico, sem sê-lo à mostra, vc é d++++ adoro-a assim sem lapidar, tal qual pedra bruta q trás consigo um diamante escondido, basta alizar, acariciar e ele se põe dignamente á mostra, pra vc minha linda bjos, bjos e bjossssssss

    ResponderExcluir
  5. Não se censure. Acho que vc escreve muito bem e cada um tem sua forma de ser, de agir e de escrever. Ninguém é igual a ninguém. Vc tem seu valor, seus poemas são lindos e não digo isso apenas pra te agradar. Se eu não gostasse te garanto que não estaria aqui por tanto tempo.

    Amiga, amei a receita..rsrsrs..parece delicioso. Obrigada e Feliz Páscoa pra vc e sua família.

    ResponderExcluir
  6. Ah eu preciso tanto desse empurrão aí...Por vezes me canso do que "poderia ser"
    Quero mesmo é voar nesse infinito aí!

    Lindo demais & seus elógios são mais que merecidos, minha querida!Vc escreve tão lindamente que toca.
    Feliz Páscoa!

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  7. Páscoa...
    É ser capaz de mudar, 
    É partilhar a vida na esperança, 
    É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
    É ajudar mais gente a ser gente, 
    É viver em constante libertação, 
    É crer na vida que vence a morte.
    É dizer sim ao amor e à vida, 
    É investir na fraternidade, 
    É lutar por um mundo melhor, 
    É vivenciar a solidariedade.
    É renascimento, é recomeço, 
    É uma nova chance para melhorarmos 
    as coisas que não gostamos em nós, 
    Para sermos mais felizes por conhecermos 
    a nós mesmos mais um pouquinho. 
    É vermos que hoje...
    somos melhores do que fomos ontem.
    Feliz Páscoa!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. O importante é acreditar sempre que a felicidade é só mais um passo ,o próximo!


    Um poema intenso , forte!

    Muiot bonito!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Tbm não me iludo com elogios, mas seus poemas são mesmo muito bons, bem maduros, os meus são uma brincadeira rs...
    Bjos e Feliz Páscoa desde já.

    ResponderExcluir
  10. Que lindo poema, sentido, angustiado.
    Ficamos sem saber se foi empurrada ou reaprendeu a viver.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. O fato de não lapidar deixa seus poemas mais sinceros. Gosto muito do que escreve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá amiga, lindo poema embora com muita nostalgia. Adorei. Boa Páscoa e beijos

    ResponderExcluir
  13. Ana é sempre tão bom vir aqui, mesmo quando te encontras à beira do abismo =), que linda imagem, maravilhosa, adorei o poema, vou já ver o tema deste mês, beijinho

    ResponderExcluir
  14. "Preciso de ti para me livrar de mim"

    Uma pérola!

    beijo e feliz Páscoa

    ResponderExcluir
  15. ...
    Querida Ana Cristina,
    São belas suas letrinhas,
    Por favor,aceite meus elogios,
    São sinceros.
    E daí que não sou crítico literário.
    Eu gosto.
    Beijos e abraços.
    ...

    ResponderExcluir
  16. Ana!
    NOSSOS ABISMOS,NOSOS MEDOS.
    UMA LINDA POESIA PARA EXPRESSAR ESTE TEMA.
    GOSTEI MUITO
    TAMBÉM ESTOU PARTICIPANDO COMO BLOG INTERAÇÃO DE AMIGOS.
    VOU TE ESPERAR PARA COMPARTILÇHAR.
    http : / / sandrarandrade7.blo gspot.com / 2010 / 04 / coletiva - abismo - nossos - medos.html

    FELIZ PÁSCOA.
    CARINHOSAMENTE,
    SANDRA

    CONVIDO A FAZER PARTE DAQUELE BLOG SE GOSTAR DE LÁ. SEJA MAIS UMA SEGUIDORA.
    UM GRANDE ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  17. Poetisa Ana

    Isto deixou de ser um poema, é uma melodia para a alma. um grande abraço.

    ResponderExcluir
  18. Ana...
    Que é isso minha amiga!
    Lindo, lindo...
    Um desabafo que pode ser meu também.
    Adorei! Parabéns!
    Um beijo e carinho
    Mari

    ResponderExcluir
  19. O que posso desejar para você?

    Que as verdadeiras amizades continuem eternas
    e tenham sempre um lugar especial em nossos corações.
    Que as lágrimas sejam poucas, e logo superadas.
    Que as alegrias estejam sempre presentes
    e sejam festejadas por todos.
    Que o carinho esteja presente em um simples olá,
    ou em qualquer outra frase, ou digitada rapidamente.
    Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades,
    novos amores, novas conquistas.
    Que Deus, esteja sempre com sua mão estendida,
    apontando o caminho correto.
    Que as coisas pequenas como a inveja ou o desamor,
    sejam retiradas de nossa vida.
    Que aquele que necessite ajuda encontre
    sempre em nós uma animadora palavra amiga.
    Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
    Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
    Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano.
    Que tudo o que sonhamos se transforme em realidade.
    Que o Amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
    Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.

    Feliz Páscoa

    Um abraço do amigo Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  20. Quem escreve com o coração não precisa de lapidar com a razão. Continua genuína em cada palavra, pois cada palavra é um pedaço teu para todos nós.

    Beijinhos e Páscoa Feliz :)

    ResponderExcluir
  21. Gostaria que quando ela fosse empurrada, ganha-se asas e voa-se. O abismo seria uma espécie de rampa de lançamento, para a vida... Gostei muito, um poema repleto de sentimentos. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  22. Muitos parabéns! Está realmente muito bonito! kisses

    ResponderExcluir
  23. Esses abismos é para saltar logo.

    ResponderExcluir
  24. Empurra-a... ela precisa de ti!
    Lindo.

    bj

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)

sexta-feira, 2 de abril de 2010

A um Passo

Preciso de ti.
A loucura me sorri
A terra cede a meus pés
Sem chão, sem dó, sem viés.
A solidão me chama pelo nome
A lucidez me escapa...e some.

Preciso de ti.
Diante deste abismo profano
Que é da morte, prenúncio
Deparo-me com a vastidão do Insano
Com a sordidez do mundo a fazer anúncio
De sua grandeza
Na sua frieza.

A um passo de me atirar, findando o sofrer...
...o medo.
O breve relance do que ainda poderia ser.
Poderia fazer.
Mudar.
Esquecer.

Preciso de ti.
Afasto-me.
Procuro a certeza do que estava iminente
A acordar o lampejo da Vida latente
Tentando cicatrizar a dolorida chaga, e..
...nada.

Volto ao abismo
A terra ainda cede a meus pés
Só mais um passo, mais um segundo
Para voar nos braços do Infinito
Deixar o corpo fluir com um grito.

Diante do inevitável
Perante a indecisão mutável
Percebo o valor inestimável
Do teu eu, sombra sem fim:
Preciso de ti
Para me livrar de mim.

Empurra-me!



Minha contribuição para a Fábrica de letras


.................................

Aproveito a deixa para agradecer seus comentários sempre tããããão generosos.
Tenho dificuldade extrema em aceitar elogios.
Vejo e converso com pessoas que, como eu, escrevem. Daí revisam, transformam o texto original em obras primas. Verdadeiros artistas.
Não sei ser assim. Escrevo de relance, numa tacada só. Preciso aprender a lapidar o que escrevo.
Até para poder me sentir merecedora de seus comentários haha
Obrigada e beijos a voces!

26 comentários:

  1. Olá Ana Cristina,
    A Ana diz que tem alguma dificuldade em aceitar elogios,Eu acho que os elogios, se forem verdadeiros, são muito melhor que as críticas destrutivas. Quem é que pode passar por aqui sem elogiar, se você escreve bem.

    uma Pascoa feliz,
    e tudo de bom.
    um beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  2. Não lapide, porque você já escreve verdadeiras preciosidades. Acredite!

    E é preciso se jogar ao abismo. Às vezes o abismo nos abraça, nos envolve. De qualquer modo, o voo já é válido.

    Lindo!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Olá querida! Tudo bem por aí? Saudades!

    Quando eu escrevia também era assim de supetão, nunca soube lapidar. Hoje em escrever sei mais.

    beijo grande e feliz páscoa

    ResponderExcluir
  4. E há como lapidar, Preciso de ti, para livrar-me de mim, empurra-me...lindo, se mudar com certeza perde a poesia e o apelo q insistem em andar juntos neste poema lindo, romantico, beirando ao erótico, sem sê-lo à mostra, vc é d++++ adoro-a assim sem lapidar, tal qual pedra bruta q trás consigo um diamante escondido, basta alizar, acariciar e ele se põe dignamente á mostra, pra vc minha linda bjos, bjos e bjossssssss

    ResponderExcluir
  5. Não se censure. Acho que vc escreve muito bem e cada um tem sua forma de ser, de agir e de escrever. Ninguém é igual a ninguém. Vc tem seu valor, seus poemas são lindos e não digo isso apenas pra te agradar. Se eu não gostasse te garanto que não estaria aqui por tanto tempo.

    Amiga, amei a receita..rsrsrs..parece delicioso. Obrigada e Feliz Páscoa pra vc e sua família.

    ResponderExcluir
  6. Ah eu preciso tanto desse empurrão aí...Por vezes me canso do que "poderia ser"
    Quero mesmo é voar nesse infinito aí!

    Lindo demais & seus elógios são mais que merecidos, minha querida!Vc escreve tão lindamente que toca.
    Feliz Páscoa!

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  7. Páscoa...
    É ser capaz de mudar, 
    É partilhar a vida na esperança, 
    É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
    É ajudar mais gente a ser gente, 
    É viver em constante libertação, 
    É crer na vida que vence a morte.
    É dizer sim ao amor e à vida, 
    É investir na fraternidade, 
    É lutar por um mundo melhor, 
    É vivenciar a solidariedade.
    É renascimento, é recomeço, 
    É uma nova chance para melhorarmos 
    as coisas que não gostamos em nós, 
    Para sermos mais felizes por conhecermos 
    a nós mesmos mais um pouquinho. 
    É vermos que hoje...
    somos melhores do que fomos ontem.
    Feliz Páscoa!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. O importante é acreditar sempre que a felicidade é só mais um passo ,o próximo!


    Um poema intenso , forte!

    Muiot bonito!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Tbm não me iludo com elogios, mas seus poemas são mesmo muito bons, bem maduros, os meus são uma brincadeira rs...
    Bjos e Feliz Páscoa desde já.

    ResponderExcluir
  10. Que lindo poema, sentido, angustiado.
    Ficamos sem saber se foi empurrada ou reaprendeu a viver.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. O fato de não lapidar deixa seus poemas mais sinceros. Gosto muito do que escreve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá amiga, lindo poema embora com muita nostalgia. Adorei. Boa Páscoa e beijos

    ResponderExcluir
  13. Ana é sempre tão bom vir aqui, mesmo quando te encontras à beira do abismo =), que linda imagem, maravilhosa, adorei o poema, vou já ver o tema deste mês, beijinho

    ResponderExcluir
  14. "Preciso de ti para me livrar de mim"

    Uma pérola!

    beijo e feliz Páscoa

    ResponderExcluir
  15. ...
    Querida Ana Cristina,
    São belas suas letrinhas,
    Por favor,aceite meus elogios,
    São sinceros.
    E daí que não sou crítico literário.
    Eu gosto.
    Beijos e abraços.
    ...

    ResponderExcluir
  16. Ana!
    NOSSOS ABISMOS,NOSOS MEDOS.
    UMA LINDA POESIA PARA EXPRESSAR ESTE TEMA.
    GOSTEI MUITO
    TAMBÉM ESTOU PARTICIPANDO COMO BLOG INTERAÇÃO DE AMIGOS.
    VOU TE ESPERAR PARA COMPARTILÇHAR.
    http : / / sandrarandrade7.blo gspot.com / 2010 / 04 / coletiva - abismo - nossos - medos.html

    FELIZ PÁSCOA.
    CARINHOSAMENTE,
    SANDRA

    CONVIDO A FAZER PARTE DAQUELE BLOG SE GOSTAR DE LÁ. SEJA MAIS UMA SEGUIDORA.
    UM GRANDE ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  17. Poetisa Ana

    Isto deixou de ser um poema, é uma melodia para a alma. um grande abraço.

    ResponderExcluir
  18. Ana...
    Que é isso minha amiga!
    Lindo, lindo...
    Um desabafo que pode ser meu também.
    Adorei! Parabéns!
    Um beijo e carinho
    Mari

    ResponderExcluir
  19. O que posso desejar para você?

    Que as verdadeiras amizades continuem eternas
    e tenham sempre um lugar especial em nossos corações.
    Que as lágrimas sejam poucas, e logo superadas.
    Que as alegrias estejam sempre presentes
    e sejam festejadas por todos.
    Que o carinho esteja presente em um simples olá,
    ou em qualquer outra frase, ou digitada rapidamente.
    Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades,
    novos amores, novas conquistas.
    Que Deus, esteja sempre com sua mão estendida,
    apontando o caminho correto.
    Que as coisas pequenas como a inveja ou o desamor,
    sejam retiradas de nossa vida.
    Que aquele que necessite ajuda encontre
    sempre em nós uma animadora palavra amiga.
    Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
    Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
    Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano.
    Que tudo o que sonhamos se transforme em realidade.
    Que o Amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
    Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.

    Feliz Páscoa

    Um abraço do amigo Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  20. Quem escreve com o coração não precisa de lapidar com a razão. Continua genuína em cada palavra, pois cada palavra é um pedaço teu para todos nós.

    Beijinhos e Páscoa Feliz :)

    ResponderExcluir
  21. Gostaria que quando ela fosse empurrada, ganha-se asas e voa-se. O abismo seria uma espécie de rampa de lançamento, para a vida... Gostei muito, um poema repleto de sentimentos. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  22. Muitos parabéns! Está realmente muito bonito! kisses

    ResponderExcluir
  23. Esses abismos é para saltar logo.

    ResponderExcluir
  24. Empurra-a... ela precisa de ti!
    Lindo.

    bj

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)