terça-feira, 27 de abril de 2010

Insensato Amor


Abri a janela do bem querer

Senti a lufada de ar, um imenso prazer

Coração, diga sim, já pedi com fervor

Deixa entrar nesse peito a ternura do amor


Sorriste, e o mundo sorriu comigo

E a cada minuto, aumenta a vontade de estar contigo

Sei que tudo ao redor nos impede

Mas não me iludo, antevejo a paz que sucede

Preenchendo o vazio de esperança

E entre nós constrói sutil aliança


Ah, quanta insensatez há nesse sentimento

Que angustia e assombra pela intensidade

Nada quero, nada peço, é verdade

Mas cada dia que passo sem ti, eu lamento


Esqueço da hora, do tempo que passa

Emoção transparente, que toca e deixa saudade

Entra correndo, paixão, e com seu jeito de loucura ameaça

Me envolve, me corrompe e feliz, me abraça.


17 comentários:

  1. Aninha, cada dia me encanto mais com seus poemas.
    Amei o "Sorriste, e o mundo sorriu comigo". Lindo e cheio de cor.
    Adoro passar por aqui!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. oieeeeeeeeee, te mandei um email pra vc trocar mas consegui comentar, eu sou louca! mas me ame mesmo assim!!!! bjs, tava testando, depois eu volto.

    ResponderExcluir
  3. Amor sempre nos dá tantos sentimentos, mas o importante é termos vontade de amar...

    Fique com Deus, menina Ana Cristina.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. aiiiiiii....que lindooooooo. Muito mesmo! Adorei esse! E não me sinto merecedora dos elogios que me fez lá no blog mas fico feliz de ter sua amizade e seu carinho. Obrigada viu!

    ResponderExcluir
  5. Ah a paixão...
    Devastadora quando se vai, mas deliciosa quando chega e deixa marcas sempre. Lindo demais viu?
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  6. Demais flor!!

    adorei!!!

    beijosssssssss

    ResponderExcluir
  7. Amiga, acho que você pensa só em verso, quanta produção! Lindo demais esse poema!
    Vim te chamar para participar da promoção lá no blog, vai lá ver, acho que vai gostar!
    beijo

    ResponderExcluir
  8. Maravilhoso! Lindo amar e ser amada!
    Bjos na alma, querida!

    ResponderExcluir
  9. que bonito Ana como sempre. Obrigado pelas tuas palavras, hoje não está a ser um dia muito bom. É tão bonito o poema que me apresentaste no teu comentário que decidi partilhá-lo no viciadaemloucura.blogspot.com, obrigada de coração pela tua amizade. beijo

    ResponderExcluir
  10. Sou um pouco desacreditada no amor, mas comigo!

    Demais! :)

    Tô seguindo, beijos flor

    ResponderExcluir
  11. Lindo. É preciso abrir o coração e deixar entrar a doçura do amor.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Deixo aqui uma pena, uma pena e um papel...Ambos para que vc comece a escrever seu livro, pois já está na hora, seus poemas cada vez mais lindos, querem um lugar parar morar.

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  13. Linda Amiga:
    Um soberbo e delicioso poema belo assinado pelo seu encanto e beleza.
    Olhe, de certeza, será aceite no coração que escolher pela pureza e beleza sublimes do seus versos doces.
    Magistral de poesia gigantesca.
    Beijinhos amigos de respeito.
    Cada vez a admirá-la mais e mais.

    pena


    Linda!

    ResponderExcluir
  14. o amor sempre, em poesia, rimou com dor.

    ResponderExcluir
  15. Brilhante,Ana. Melhor... vibrante. Quando abriu a janela, sentiu uma lufada de ar e de poesia também. Com certeza.Beijos.Parabéns

    ResponderExcluir
  16. "Sorriste e o mundo sorriu comigo" isso é lindo demais,,,e todo amor é insensato,,,é louco,,,faz doideiras,,,mas no fim,,,quer carinho e paz...b.eijos de bom dia.

    ResponderExcluir
  17. Saudade saudade saudade

    Ain acho que isso mata u.u

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)

terça-feira, 27 de abril de 2010

Insensato Amor


Abri a janela do bem querer

Senti a lufada de ar, um imenso prazer

Coração, diga sim, já pedi com fervor

Deixa entrar nesse peito a ternura do amor


Sorriste, e o mundo sorriu comigo

E a cada minuto, aumenta a vontade de estar contigo

Sei que tudo ao redor nos impede

Mas não me iludo, antevejo a paz que sucede

Preenchendo o vazio de esperança

E entre nós constrói sutil aliança


Ah, quanta insensatez há nesse sentimento

Que angustia e assombra pela intensidade

Nada quero, nada peço, é verdade

Mas cada dia que passo sem ti, eu lamento


Esqueço da hora, do tempo que passa

Emoção transparente, que toca e deixa saudade

Entra correndo, paixão, e com seu jeito de loucura ameaça

Me envolve, me corrompe e feliz, me abraça.


17 comentários:

  1. Aninha, cada dia me encanto mais com seus poemas.
    Amei o "Sorriste, e o mundo sorriu comigo". Lindo e cheio de cor.
    Adoro passar por aqui!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. oieeeeeeeeee, te mandei um email pra vc trocar mas consegui comentar, eu sou louca! mas me ame mesmo assim!!!! bjs, tava testando, depois eu volto.

    ResponderExcluir
  3. Amor sempre nos dá tantos sentimentos, mas o importante é termos vontade de amar...

    Fique com Deus, menina Ana Cristina.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. aiiiiiii....que lindooooooo. Muito mesmo! Adorei esse! E não me sinto merecedora dos elogios que me fez lá no blog mas fico feliz de ter sua amizade e seu carinho. Obrigada viu!

    ResponderExcluir
  5. Ah a paixão...
    Devastadora quando se vai, mas deliciosa quando chega e deixa marcas sempre. Lindo demais viu?
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  6. Demais flor!!

    adorei!!!

    beijosssssssss

    ResponderExcluir
  7. Amiga, acho que você pensa só em verso, quanta produção! Lindo demais esse poema!
    Vim te chamar para participar da promoção lá no blog, vai lá ver, acho que vai gostar!
    beijo

    ResponderExcluir
  8. Maravilhoso! Lindo amar e ser amada!
    Bjos na alma, querida!

    ResponderExcluir
  9. que bonito Ana como sempre. Obrigado pelas tuas palavras, hoje não está a ser um dia muito bom. É tão bonito o poema que me apresentaste no teu comentário que decidi partilhá-lo no viciadaemloucura.blogspot.com, obrigada de coração pela tua amizade. beijo

    ResponderExcluir
  10. Sou um pouco desacreditada no amor, mas comigo!

    Demais! :)

    Tô seguindo, beijos flor

    ResponderExcluir
  11. Lindo. É preciso abrir o coração e deixar entrar a doçura do amor.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Deixo aqui uma pena, uma pena e um papel...Ambos para que vc comece a escrever seu livro, pois já está na hora, seus poemas cada vez mais lindos, querem um lugar parar morar.

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  13. Linda Amiga:
    Um soberbo e delicioso poema belo assinado pelo seu encanto e beleza.
    Olhe, de certeza, será aceite no coração que escolher pela pureza e beleza sublimes do seus versos doces.
    Magistral de poesia gigantesca.
    Beijinhos amigos de respeito.
    Cada vez a admirá-la mais e mais.

    pena


    Linda!

    ResponderExcluir
  14. o amor sempre, em poesia, rimou com dor.

    ResponderExcluir
  15. Brilhante,Ana. Melhor... vibrante. Quando abriu a janela, sentiu uma lufada de ar e de poesia também. Com certeza.Beijos.Parabéns

    ResponderExcluir
  16. "Sorriste e o mundo sorriu comigo" isso é lindo demais,,,e todo amor é insensato,,,é louco,,,faz doideiras,,,mas no fim,,,quer carinho e paz...b.eijos de bom dia.

    ResponderExcluir
  17. Saudade saudade saudade

    Ain acho que isso mata u.u

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)