terça-feira, 30 de março de 2010

Carta a Meu Dono

(imagem retirada do Flirck)

Olho-te, com tudo que sou e serei
Amo-te, com toda força que sei
Venero cada passo que dás
Pois de um deles sempre estou atrás
Te seguindo como sombra guiada
Tal é o zelo como de mãe parida guardada

Nada peço, desdenho qualquer posse
Só o que à sobrevivencia baste a sorte
Um lugar para domir, conforme ninho
Um afago, quem sabe, um carinho...
Mas acima de tudo, desejo
Mais do que a mim mesmo ensejo
Alguém a quem velar o sono
Quero alguém para chamar
"Meu Dono"

Ah, e tanto em troca darei
Teu chôro, no escuro, entenderei
Teu silêncio, em mim sempre gritará
Minha presença, fiel, em tua alma constará.
Teu andar hei de acompanhar
Mesmo que as vezes tua mão seja bruta
Mesmo com teu desdenhar que machuca
E o que verdadeiramente me dói
É quando sua indiferença me destrói.

Te acompanharei até o Fim
Te guiarei quando os olhos faltarem
Te apoiarei quando as pernas falharem
Serei tua coberta na noite fria
E tua alegria na solidão sombria.

E, ao jogarem por ti a terra
Ao Final, quando tudo se encerra
Uivarei à Lua teus louvores
Cantarei por ti todos os meus amores
E reportarei aos Céus o último velar de teu Sono
Tendo a honra de ter te chamado
"Meu Dono"

Assinado: Teu Cão



*Essa postagem faz parte da quarta edição do Mil Palavras*

18 comentários:

  1. Lindo, Lindo, Lindo!!
    Sem Palavras!!

    Tenha um bom dia!!

    beijocas

    ResponderExcluir
  2. Poxa Ana, fiquei até emocionada, sempre amei cães e agora, como a mais nova dona de uma fofa, estou encantada!! LINDO....grandes beijos

    ResponderExcluir
  3. Maravilhosa tua participação!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Que lindo poema Ana já tinha saudades...
    Nada como o afecto e a dedicação do nosso mais fiel amigo =)

    ResponderExcluir
  5. Esses anjos que Deus coloca em nossas vidas para nos amar incondicionalmente merecem sempre ser amados e homenageados.
    bjo

    ResponderExcluir
  6. E o cão não é o melhor amigo do homem?

    =)

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir
  7. Que linda participação.
    A tua poesia me encanta!
    Os cães são os seres mais leais que já vi.

    ResponderExcluir
  8. Assim deveria ser todo o amor, troca, reciprocidade.

    Muito belo.

    beijo

    ResponderExcluir
  9. Minha querida
    Adorei...sem mais palavras.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  10. Sei lá. De repente fico pensando se o que queremos no fundo não é apenas sentir gratidão, mesmo que ela venha de um cão.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Ana fui lá ver ao palavras mil, estava a querer participar também mas não entendi nadinha, tudo o que énovo faz-me um bocadinho de confusão tenho sempre preciso de ajuda, ajudas-me? obrigada, beijo

    ResponderExcluir
  12. A fidelidade do amor de um cão é comovente e deveria exisitir entre todos os que se amam.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Nossa Ana, embora o texto tenha se revelado para mim no final, relendo o compreendi melhor.
    Viva aos nossos bichanos.
    Um beijo,
    Isadora

    ResponderExcluir
  14. Linda participação.
    Penso que um fiel cão sente assim.
    Gostei muito.
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Um grande amor mesmo em forma de poesia....gostei dmeais daqui...e boa sorte a nos ne??

    bjao...fique com Deus

    ResponderExcluir
  16. Magnifíco, Ana!

    Bela poesia... cheguei até a sentir a melodia. Que falta me fez um violão agora. Rs'

    Linda participação!

    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  17. Belíssimo poema!!!
    Quanta emoção... não pude conter minhas lágrimas.
    Parabéns

    Beijos e Feliz Páscoa

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)

terça-feira, 30 de março de 2010

Carta a Meu Dono

(imagem retirada do Flirck)

Olho-te, com tudo que sou e serei
Amo-te, com toda força que sei
Venero cada passo que dás
Pois de um deles sempre estou atrás
Te seguindo como sombra guiada
Tal é o zelo como de mãe parida guardada

Nada peço, desdenho qualquer posse
Só o que à sobrevivencia baste a sorte
Um lugar para domir, conforme ninho
Um afago, quem sabe, um carinho...
Mas acima de tudo, desejo
Mais do que a mim mesmo ensejo
Alguém a quem velar o sono
Quero alguém para chamar
"Meu Dono"

Ah, e tanto em troca darei
Teu chôro, no escuro, entenderei
Teu silêncio, em mim sempre gritará
Minha presença, fiel, em tua alma constará.
Teu andar hei de acompanhar
Mesmo que as vezes tua mão seja bruta
Mesmo com teu desdenhar que machuca
E o que verdadeiramente me dói
É quando sua indiferença me destrói.

Te acompanharei até o Fim
Te guiarei quando os olhos faltarem
Te apoiarei quando as pernas falharem
Serei tua coberta na noite fria
E tua alegria na solidão sombria.

E, ao jogarem por ti a terra
Ao Final, quando tudo se encerra
Uivarei à Lua teus louvores
Cantarei por ti todos os meus amores
E reportarei aos Céus o último velar de teu Sono
Tendo a honra de ter te chamado
"Meu Dono"

Assinado: Teu Cão



*Essa postagem faz parte da quarta edição do Mil Palavras*

18 comentários:

  1. Lindo, Lindo, Lindo!!
    Sem Palavras!!

    Tenha um bom dia!!

    beijocas

    ResponderExcluir
  2. Poxa Ana, fiquei até emocionada, sempre amei cães e agora, como a mais nova dona de uma fofa, estou encantada!! LINDO....grandes beijos

    ResponderExcluir
  3. Maravilhosa tua participação!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Que lindo poema Ana já tinha saudades...
    Nada como o afecto e a dedicação do nosso mais fiel amigo =)

    ResponderExcluir
  5. Esses anjos que Deus coloca em nossas vidas para nos amar incondicionalmente merecem sempre ser amados e homenageados.
    bjo

    ResponderExcluir
  6. E o cão não é o melhor amigo do homem?

    =)

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir
  7. Que linda participação.
    A tua poesia me encanta!
    Os cães são os seres mais leais que já vi.

    ResponderExcluir
  8. Assim deveria ser todo o amor, troca, reciprocidade.

    Muito belo.

    beijo

    ResponderExcluir
  9. Minha querida
    Adorei...sem mais palavras.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  10. Sei lá. De repente fico pensando se o que queremos no fundo não é apenas sentir gratidão, mesmo que ela venha de um cão.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Ana fui lá ver ao palavras mil, estava a querer participar também mas não entendi nadinha, tudo o que énovo faz-me um bocadinho de confusão tenho sempre preciso de ajuda, ajudas-me? obrigada, beijo

    ResponderExcluir
  12. A fidelidade do amor de um cão é comovente e deveria exisitir entre todos os que se amam.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Nossa Ana, embora o texto tenha se revelado para mim no final, relendo o compreendi melhor.
    Viva aos nossos bichanos.
    Um beijo,
    Isadora

    ResponderExcluir
  14. Linda participação.
    Penso que um fiel cão sente assim.
    Gostei muito.
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Um grande amor mesmo em forma de poesia....gostei dmeais daqui...e boa sorte a nos ne??

    bjao...fique com Deus

    ResponderExcluir
  16. Magnifíco, Ana!

    Bela poesia... cheguei até a sentir a melodia. Que falta me fez um violão agora. Rs'

    Linda participação!

    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  17. Belíssimo poema!!!
    Quanta emoção... não pude conter minhas lágrimas.
    Parabéns

    Beijos e Feliz Páscoa

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)