terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Ao meu Irmão, Meu Amigo



Senta aqui, a meu lado
Conta tua verdade, tua mentira, teu fardo
Sente que meu coração a bater
Encontra o teu, que cansou de sofrer

Olhemos o céu de estrelas a brilhar
Povoemos o chão de sementes, plantar
Dê-me sua mão e quieto a escutar
O rugir dos ventos em força soprar

Não lute, não tema, não fuja
Escuta o gorgogear, a noite, da coruja
Sente na alma imensa Paz
Que a certeza do amor a surgir sempre traz

Sossega, criança, aqui no regaço
Entrega, sem medo, do peito o cansaço
Suspira, deita e descansa
E segue tranquilo da Vida, a dança

O passado confuso, tenaz, esqueça
A ternura que envolve teu andar não esmoreça
A tudo que tens, por hoje agradeça
E põe no colo do Criador a cabeça

É Ele quem tira, perdoa e ama
É Ele que, onipresente, nos chama
Por ti vela, caprichoso o sono
E deixa dua alma em doce abandono.

12 comentários:

  1. Emocionante poesia,Ana!Linda! beijos e tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Linda e reconfortante poesia
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Linda a ternura com que trata o amigo.
    Estou te seguindo, beijos...

    ResponderExcluir
  4. Minha querida
    Linda e ternurenta poesia...adorei
    obrigada pelo carinho ,no meu espaço, não tenho respondido por falta de tempo, mas leio tudo.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Ana

    Só de ler me deu uma paz muito grande. Muito lindo, enfim como tudo que você escreve.

    Abs

    ResponderExcluir
  6. é ele quem tira os pecados do mundo...belo texto, uma ótima dica para uma bela reflexão de começo de ano, foi mto bom andar por aqui, pra vc, bjos, bjos, bjosss

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente, quase choro lendo esse poema. Você vai além das letras, pude sentir sentimento nas palavras, gostei!

    minha parte favorita:
    "Sossega, criança, aqui no regaço
    Entrega, sem medo, do peito o cansaço
    Suspira, deita e descansa
    E segue tranquilo da Vida, a dança"

    ResponderExcluir
  8. Sublime.

    Hein, a cada dia que passa eu tenho mais pazer em vir até aqui.

    Em especial, gostei deste trecho:

    "Sossega, criança, aqui no regaço
    Entrega, sem medo, do peito o cansaço
    Suspira, deita e descansa
    E segue tranquilo da Vida, a dança"

    Quanta intensidade em pequenas frases.

    Incontáveis abraços.

    ResponderExcluir
  9. Maravilhosooooo...

    "Senta aqui, a meu lado
    Conta tua verdade, tua mentira, teu fardo
    Sente que meu coração a bater
    Encontra o teu, que cansou de sofrer"

    ResponderExcluir
  10. Aii, coração fez tumtum lendo isso! Era bem o que eu precisa ler hoje.

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  11. Moça acreditemos Nele sempre...

    Ele, não pune, nos da o livre arbítrio para decidirmos qual o caminho a saeguir...


    bjs
    O Sibarita

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Ao meu Irmão, Meu Amigo



Senta aqui, a meu lado
Conta tua verdade, tua mentira, teu fardo
Sente que meu coração a bater
Encontra o teu, que cansou de sofrer

Olhemos o céu de estrelas a brilhar
Povoemos o chão de sementes, plantar
Dê-me sua mão e quieto a escutar
O rugir dos ventos em força soprar

Não lute, não tema, não fuja
Escuta o gorgogear, a noite, da coruja
Sente na alma imensa Paz
Que a certeza do amor a surgir sempre traz

Sossega, criança, aqui no regaço
Entrega, sem medo, do peito o cansaço
Suspira, deita e descansa
E segue tranquilo da Vida, a dança

O passado confuso, tenaz, esqueça
A ternura que envolve teu andar não esmoreça
A tudo que tens, por hoje agradeça
E põe no colo do Criador a cabeça

É Ele quem tira, perdoa e ama
É Ele que, onipresente, nos chama
Por ti vela, caprichoso o sono
E deixa dua alma em doce abandono.

12 comentários:

  1. Emocionante poesia,Ana!Linda! beijos e tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Linda e reconfortante poesia
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Linda a ternura com que trata o amigo.
    Estou te seguindo, beijos...

    ResponderExcluir
  4. Minha querida
    Linda e ternurenta poesia...adorei
    obrigada pelo carinho ,no meu espaço, não tenho respondido por falta de tempo, mas leio tudo.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Ana

    Só de ler me deu uma paz muito grande. Muito lindo, enfim como tudo que você escreve.

    Abs

    ResponderExcluir
  6. é ele quem tira os pecados do mundo...belo texto, uma ótima dica para uma bela reflexão de começo de ano, foi mto bom andar por aqui, pra vc, bjos, bjos, bjosss

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente, quase choro lendo esse poema. Você vai além das letras, pude sentir sentimento nas palavras, gostei!

    minha parte favorita:
    "Sossega, criança, aqui no regaço
    Entrega, sem medo, do peito o cansaço
    Suspira, deita e descansa
    E segue tranquilo da Vida, a dança"

    ResponderExcluir
  8. Sublime.

    Hein, a cada dia que passa eu tenho mais pazer em vir até aqui.

    Em especial, gostei deste trecho:

    "Sossega, criança, aqui no regaço
    Entrega, sem medo, do peito o cansaço
    Suspira, deita e descansa
    E segue tranquilo da Vida, a dança"

    Quanta intensidade em pequenas frases.

    Incontáveis abraços.

    ResponderExcluir
  9. Maravilhosooooo...

    "Senta aqui, a meu lado
    Conta tua verdade, tua mentira, teu fardo
    Sente que meu coração a bater
    Encontra o teu, que cansou de sofrer"

    ResponderExcluir
  10. Aii, coração fez tumtum lendo isso! Era bem o que eu precisa ler hoje.

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  11. Moça acreditemos Nele sempre...

    Ele, não pune, nos da o livre arbítrio para decidirmos qual o caminho a saeguir...


    bjs
    O Sibarita

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras aqui... (mas por favor, sem ctrl c ctrl v :D)